barbárie

a da batida

hoje teve show dos os otávios
foi a primeira vez que eu cantei como integrante oficial da banda,
foi legal e tudo mais

depois do show eu acabei caindo no conto do Luisinho. Ele tinha sido contratado pra filmar uma festa de burgueses no jockey clube; falou que tinha bebida e comida à vontade e que punha agente pra dentro. Eu convenci o W. a ir comigo

chegando lá era uma puta festa de perua, e as peruas queriam obrigar agente a pagar uma grana pra entrar. agente tava com uma puta fome e resolveu sair fora e ir comer alguma coisa em algum lugar, no mac Donalds, que fosse. O W. resolveu dirigir de novo – você sabe como é mulher no volante…

Na hora de fazer a curva ele bateu num outro carro. O motorista era negro e foi muito gentil com a gente, pegou os dados do W. pra fazer o B.O.
Daí aconteceu o mais bizarro da história, eis que para um carro de polícia. Eles poderia ter fodido com agente, eles vira que agente é que tinha batido no carro do cara, e mesmo assi, pediram os documentos dele, SÓ DELE!!, e ainda foram checar no sistema e tudo mais

Depois ainda tem gente que diz que racismo não existe no Brasil. Escroto

barbárie
música

Comments (0)

Permalink

pra nn

acabou
você já era
todas mentiras
vão cair por terra

o seu legado
está perdido
sua existência
não faz mais sentido

vai apelar
pra baixaria
pra moralismo
e homofobia

mas você sabe
que Freud explica
e a sua situação
só se complica

agora pega a sua ladainha
e enfia, enfia, enfia!
agora pega a sua ladainha
e enfia fundo
na burocratinha!
a sua burocracia
ficou juntinha
sozinha com você
nenhuma pessoa
viva é idiota
de te obedecer
é lamentavel
a sua trajetória
tá te empurrando
pra fora da história

não se preocupa
que no fim do mês
o papai banca a
sua vida de burguês

 

barbárie
música
movimento estudantil
tristeza

Comments (0)

Permalink

porrada cultural

Pancadaria total tomou conta da virada cultural durante o show dos Racionais MC’s

Depois que uma galera tinha subido na marquise de um prédio e em cima de uma banca de jornal, a polícia resolveu reagir com truculência. Em poucos minutos uma correria geral tinha tomado conta da praça da Sé. Os policiais atiravam balas de borracha e bombas de gás por todo lado. A molecada resolveu reagir e o confronto tomou dimensãoes maires. Barricadas, lixo espalhado por toda parte e até um carro queimado.

Uma amiga minha perdeu o sapato na correria. todo o entorno fedia a gás pimenta. Grupos de coxinhas pareciam manadas de animais andando de lá pra cá.

guerra civil, foda.

em uma rua, tinha um carro pegando fogo

parecia até que os caras tavam já esperando por isso

barbárie

Comments (0)

Permalink